Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Daily Boost

26
Mai16

CHINÊS CLANDESTINO "TIA CHO"

Paula Taveira
Ontem, véspera de feriado, como manda a tradição foi dia de copos e comida boa, mais propriamente chinês clandestino.


Já há algum tempo que ando a remoer a ideia de lá voltar, a primeira vez que fui adorei, não quero pensar como as coisas são feitas, mas a verdade é que é visivelmente a comida da mãe de alguma amiga que é um ás na cozinha.
Finalmente ontem lá consegui matar o bichinho, achava que ia ao mais conhecido, e que até tem um perfil no zomato!, este: Chinês Clandestino, Mouraria, mas acabamos por ir a outro, também no Martim Moniz e bem próximo.

O novo espaço, vamos assumir que se chama Tia Cho, fica atrás do centro comercial do Martim Moniz, é um prédio que tem uma placa vermelha com letras chinesas; cada andar tem alguma coisa a acontecer (sabe-se lá o quê), o que importa memorizar é: subir até ao terceiro andar sem parar.
A entrada é apertada, só passa uma pessoa de cada vez, não há luz e a primeira coisa que se pensa é "vou morrer aqui!".
Depois de uma subida até ao terceiro a andar, confesso que a medo, fiquei mais descansada quando vi luz, pessoas e uma senhora com um sorriso amável.
O espaço era pequeno, era claramente uma casa, tinha a cozinha tapada, brinquedos espalhados pelo chão, trabalhos escolares pendurados na parede e uma decoração um tanto ou quanto estranha, mas uma varanda com uma boa vista.


A ementa não é muito variada, o Chinês Clandestino tem mais coisas, mas a Tia Cho tem o suficiente e serve mais do que o suficiente para saciar para o resto da noite. Talvez tenha ficado com esta ideia em mente porque não como carne e fico-me pelas gambas (sinceramente, mesmo que comesse carne acho que não o ia pedir...), mas as opções que existem, com gambas, são divinais.

Pedimos gambas fritas, deixem que vos diga nunca tinha visto um frito tão seco, sem escorrer óleo, e com tão bom aspecto, chao min de gambas e dumplings, que foram acompanhados de uma bela cerveja chinesa. O nosso pedido deu para saciar 4 pessoas, o custo final, divido por todos, não chegou a 6,70€.

Se gostam de chinês e querem novas experiências aconselho a irem a um destes "restaurantes", mas vejam as imagens abaixo, tenho a certeza que vos vai abrir o apetite! ❤

Se conhecerem outro espaço destes, partilhem! ☺

Dumplings, Chao Min Gambas e Gambas Fritas

Gambas Fritas

Chao Min Gambas

Chao Min Gambas e Gambas Fritas

Cerveja Tsingtao 






25
Mai16

EXISTEM COISAS

Paula Taveira

Existem coisas que deixam de fazer sentido. 

O Fashion Icons foi uma dessas coisas. Deu-me bastante, acreditem, obrigou-me a perceber como funcionam as coisas, a desenvolver competências e até me fez conhecer pessoas. Mas deixou de fazer sentido, infelizmente. Fiquei presa num nome, que me prendia numa temática que há muito deixou de preencher os meus dias. Existem novos interesses, novas coisas que me dão vontade de tagarelar.

Todas nós precisamos de um daily boost, espero que encontrem aqui o vosso, nem que seja uma simples gargalhada.
Rir é bom e começo a acreditar que é o melhor remédio.

Sejam bem vindas ao daily boost!
Até já Fashion Icons, deixas muita coisa boa. ❤

Enjoy! 
01
Mai16

COISAS DE MORAR SOZINHA // #2 MANHÃS DE SÁBADO

Paula Taveira

As manhãs de sábado.
Até há algum tempo atrás, as manhãs de sábado era dedicadas, na sua maioria, a dois momentos únicos, bastante distintos mas semelhantes: ou a dormir e não fazer nada desta vida, ou a chegar a casa de ressaca e dormir e não fazer nada desta vida.

Agora, as minhas manhãs de sábado são dedicadas a um dos clássicos que fizeram a nossa infância, pelo menos a minha: Cinderela.


"Cinderela, Cinderela
Noite e dia é Cinderela
Acenda a lareira, faça meu café
Lave a louça, esfregue o chão
Varra a casa e tire o pó"

Não é noite e dia, porque um T0 dá pouco trabalho, mas é sem dúvida uma manhã. Os sábados de manhã são dedicados à limpeza geral semanal. Claro que, entretanto, já descobri que posso fazer esta proeza sexta-feira à noite para poder dormir no sábado, mas nem sempre uma pessoa vem no mood "bora lá fazer fascina".

Não me queixo, apenas é diferente. Vale a pena.
A única coisa chata é ter-me apercebido que tenho de ir ao IKEA novamente comprar arrumação para a tralha do inverno. Mais coisitas para limpar.

Entretanto, perdi a cabeça na Zara e comprei um must desta estação a um preço hilariante. Stay tunned.